terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Sobre 2015





Formatura Ifes

Depois de mais de quatro anos, duas unidades e uma turma, finalmente concluí um ciclo da minha vida. Com muita dificuldade, essa fase da minha vida se encerrou com uma festa maravilhosa! 


Colação, pós Colação, e Festa!


Foi lá que eu conheci o Gabryel (meu namorado!), que aprendi a dizer não a coisas e pessoas que não gostava e a crescer como ser humano. O que eu senti foi que eu estava deixando pra trás tudo que me fazia mal e que poderia finalmente me dedicar ao que eu realmente gosto. Estive lá dos 15 aos 19 anos, a fase da vida em que mais mudamos. Obrigada Ifes, mas já deu! hahaha



Primeiro Emprego

Estava matriculada na faculdade de Fisioterapia noturno, com bolsa integral, e era fevereiro. As aulas só inciavam em março. Eis que, num banco do Shopping, eu e Gabryel tivemos uma brilhante ideia: por que, ao invés de ficar em casa o dia inteiro, eu não arrumava um emprego? Afinal, dinheiro sempre é muito bem-vindo!


 Então, no dia seguinte deixei meu currículo na Contém 1g, e alguns dias depois fui chamada para entrevista e contratada. Pra quem nunca ganhou mais de 200 reais por mês, meu salário pra mim era uma fortuna! 



Ledo engano... hahaha
Aprendi que independente do quanto ganhar, nunca vai ser "o suficiente". Nos acostumamos com aquele valor e fazemos planos para ele todo. Então nunca sobra. 
Aprendi muito com meu trabalho, principalmente a ser pontual e lidar com pessoas/público. Melhorei como pessoa e amadureci demais. O trabalho edifica o homem, não é mesmo?


Acidente

07 de Abril de 2015. O dia do meu acidente.
Estava pegando o ônibus de sempre no meu bairro pra ir trabalhar, às 9:20 da manhã. Estava cheia de livros de Anatomia da faculdade (ia direto do trabalho) e a essa altura do campeonato estava muito cansada da rotina. Quando fui bipar o cartão de ônibus, num espaço do meu ponto a outro, o motorista freou bruscamente e eu estava sem me segurar em nada. Dei uns passos pra trás e caí com as costas no motor do ônibus, lá na frente do lado do motorista.


Olhei pra baixo e meu pé esquerdo em vez de estar virado pra frente, estava 45º para a direita. Completamente para dentro. No susto, virei ele pra frente e pude sentir cada osso, cada parte "entrando no lugar". Nesse momento eu sabia que tinha algo errado. E com isso veio a dor. Algumas pessoas me ajudaram pegando minhas coisas que tinham caído da bolsa (carteira, dinheiro, livros, cadernos, óculos de sol...) e comecei a chorar de tanta dor. Foi terrível.


Fui de ambulância para o Hospital Meridional e, depois de muita demora e descaso (fiquei numa maca estreita, sem travesseiro ou lençol, por mais de 5 horas, passando frio e fome, além da dor), fiz um Raio-X e o médico disse que tinha quebrado a parte final da fíbula e rompido todos os ligamentos do lado direito. Gesso não resolveria, só cirurgia.




Me lembro do desespero que senti. Nunca fiquei internada, nem fiz cirurgia, nem quebrei nada. Fora que morro de medo de agulhas. Estava sozinha no momento em que ele me disse isso... Senti muito medo. Mas sempre que olho as fotos que tiraram de mim durante esse período, ou que eu mesma tirei, eu estou sorrindo. Tiramos força de onde achamos que nem temos...



Depois disso, seria internada, mas não tinha leito. Fui então para o Hospital São Francisco, fiz outra radiografia e a solução era a mesma: cirurgia. Mas lá não aceitavam meu Plano, e nessa coisa toda, fui parar na Clínica dos Acidentados, onde fiz uma terceira radiografia e obtive o mesmo diagnóstico. Deitei na cama do meu quarto no Hospital as 23h do dia 07. Andei  ambulância três vezes naquele dia. 

  

Recuperação

Dia 07 de Abril foi uma terça-feira. Fiquei internada até o o domingo, dia 12, e a cirurgia foi no sábado. Passei muita dor e apreensão no hospital, mas nada se compara quando cheguei em casa. Dois lances enormes de escada. Depois de subir (com muita ajuda e sentada) fiquei "presa" em casa por um mês. 


Ficava só na cama e ia ao banheiro com ajuda. Muita dor no pé, inchaço e tédio. Isso foi até as muletas chegarem! Amadas muletas. Com o passar dos dias, fui ganhando mais independência pra andar dentro de casa, o que foi ótimo.


Tenho fotos piores... Acredite!

Fiquei com o pé inchado, vermelho, amarelo, verde e azul por bastante tempo. Até mesmo depois de tirar os pontos, com um mês. Fiz 30 sessões de fisioterapia, e, com mais dor que prazer, pude observar meus movimentos voltarem (estava com o pé duro, a articulação estava "enferrujada"). Com 20 sessões, no dia em que voltei do médico, subi a escada de casa sem muletas. Tinha voltado a andar! Muita mal, mas era o início!




Depois disso, fui recuperando todos os movimentos, mas ainda estou limitada. Não consigo subir escada sem ficar na ponta dos pés, fazer ballet (sim, eu fazia :( ) e viajar ou andar muito pois faz meu pé inchar. Além, é claro, da cicatriz maravilhosa que eu tenho de lembrança. 15 pontos do lado esquerdo e 8 no direito.


Vista de frente e lateral da placa + 7 parafusos inseridos

Casamento do Dudu e Valéria


No final de Abril eu seria madrinha do meu primo no casamento dele... Mas, claro, não pude. Vi vários vídeos para aprender a subir/descer escadas de muletas e um pé só. E consegui ir ao casamento!
Foi tudo maravilhoso, e eu sei que eles me perdoam por não poder ter sido madrinha <3


Minha irmã - ao fundo - como "madrinha substituta" hahaha


Cortei Franja

Ainda no período da recuperação, com todo tédio que estava sentindo (Obrigada amor por me aguentar!) decidi cortar minha franja. E, claro, me arrependi hahaha
Mas aqui está a prova. Depois disso só usei ela presa pra cima, até crescer.


Franja cortada e depois devidamente presa! hahaha  #QuemNunca?

Início do Blog

Faltando duas semanas para voltar a trabalhar, eu e Hani decidimos tirar da gaveta algo que falávamos muito: nosso Blog. Pensei que depois que voltasse a rotina não conseguiria ter forças o suficiente para começar esse Projeto. Então, em menos de uma semana o Ah! Vitorinha estava online. 
É uma terapia, e descobri muito sobre mim mesma escrevendo aqui. Em breve já faremos 6 meses!


Já passaram três fotinhas de sidebar nesse período! <3


Volta ao Trabalho

Dia 08 de Agosto voltei ao trabalho. Estava tudo mudado. Não conhecia mais ninguém, todas as funcionárias tinham saído. 
Mas eu agradeço pela vida de todas elas, Jéssica, Laís e Carol, que foram maravilhosas comigo quando voltei e continuam sendo todos os dias. 


Fotinha no espelho, Natal na Contém e Make de Halloween

Foi muito estranho voltar ao mesmo lugar sendo uma pessoa completamente diferente e trabalhar com pessoas diferentes também. Mas tudo se ajustou novamente.

Nascimento  Beatriz e Izabel

Setembro foi o mês dos bebês! Nasceram duas meninas lindas que eu amo de paixão. Beatriz, filha do Dudu e da Valéria (do casamento que eu seria madrinha) e a Izabel, filha da mãe da Hani.


Beatriz e Izabel


Essas duas princesas chegaram pra mudar completamente a vida dos pais delas... E como são lindas! As pequetuxas foram presentes que 2015 me deu.


Faculdade

Com o acidente, acabei perdendo a bolsa de Fisioterapia. E no meio do ano tentei outra bolsa, mas pro curso que eu queria e tinha medo de tentar: Arquitetura. Consegui a bolsa, e agora em fevereiro começo a estudar. Estou muito animada!!

Fiquei  Ruiva

Dizem que quem pensa demais não age. E foi exatamente o que eu fiz! Coloquei na cabeça que ia pintar o cabelo e ficar ruiva novamente. E, num belo dia, comprei a tinta e fiz sozinha em casa. E  faço a manutenção eu mesma, ainda. Fiquei muito realizada, pois da outra vez que eu fiz no salão a cor não era bem o que eu queria... Agora está perfeita!



Casamento da Bárbara

Dia 28 de novembro foi o casamento da minha irmã mais velha, Bárbara. Foi tudo lindo, e agora ela mora no Rio com meu cunhado, Diego. Tem post sobre isso aqui.
A casa está mais vazia, mas ela está muito feliz! E agora tenho um quarto só pra mim hahaha





Bom, esse foi meu resuminho de 2015. Foi um ano muito difícil, mas apesar de tudo tive sempre o apoio das pessoas que amo, e isso foi fundamental para o meu sucesso e crescimento pessoal. O que será que 2016 me reserva?