domingo, 22 de maio de 2016

#HaniCacheada

Voltando aos cachos...


Eu sempre tive uma história problemática com meu cabelo, e acho que é assim com a maioria das meninas. O tipo do meu cabelo mudou muito rápido quando entrei na adolescência, passou de ondulado leve para cacheado, eu não consegui acompanhar a mudança e ele ressecou por inteiro, ficando bem mal tratado e feio. Nessa fase da vida o cabelo tende a mudar mesmo, porque o nosso corpo todo está ficando diferente. O meu problema foi que não cuidei muito bem e nem me adaptei ao novo tipo de cabelo que eu tinha.



Nas fotos acima eu tinha 15 anos e tinha acabado de entrar no Ifes e ainda mantinha os cachos, mas dá pra ver na foto da direita o quão ressecado estava todo o cabelo. Por fim, com 16 anos fiz progressiva pela primeira vez e segui com essa química até o final dos 17 quando passei a fazer selagem. Bom, nessa fase da progressiva eu também não cuidava do cabelo, digo em relação a fazer hidratação e nutrição dos fios. Eu sempre achei a progressiva um pouco agressiva, me sentia mal fisicamente quando estava no salão, *meus olhos e nariz coçavam muito* mas deixava meu cabelo "bom" então era OK passar por aquilo a cada três meses. Eu realmente achava que não tinha jeito pro meu cabelo.



Do fim dos 17 anos até Setembro do ano passado permaneci com os fios lisos até que me deu vontade de mudar. Peraí, não é uma vontade de mudar, porque aquela era eu mudada, então o que eu queria de verdade era voltar a ter o meu cabelo. O meu mesmo, aquele láaa dos 13/14 anos que eu não gostava. Bom, as coisas ficaram confusas pra mim e eu só conseguia pensar que meu cabelo era "ruim" e que eu ia ficar feia, mas mesmo assim queria dar uma chance pra ele. 
Desde o meu aniversário de 20 anos, em Agosto de 2015, várias coisas mudaram em mim. Eu queria ser uma pessoa mais natural, mais conectada com a natureza e com a terra. Passei a comer mais frutas, vegetais e legumes e cada vez menos industrializados e alimentos de origem animal. Parei de tomar refrigerante também e de comer em Fast Foods. Deixar o cabelo crescer e ser quem ele era de verdade era só a ampliação do que eu estava fazendo na alimentação e outros hábitos para a parte externa do meu corpo.

Ph: Rômulo Benha

Foto acima de Abril/2016 já com 7 meses deixando os fios crescerem naturais, naquele momento que o cabelo começa a ficar difícil de domar porque as primeiras ondas começam a se formar, e olha elas aliii <3

Agora vamos a parte mais difícil dessa história: a transição. 

Quando eu decidi que queria voltar a ser cacheada, comecei a estudar tudo que podia sobre cabelo cacheado. Como manter ele saudável? Quando devem ser feitos os cortes? Como hidratar? Quando hidratar? Foram muitas dúvidas e muitas pesquisas no início. Pesquisei vários produtos, técnicas e inspirações. 
Comecei a seguir várias cacheadas lindas e poderosas. Entre elas: Rayza Nicácio, Nathalie Barros... Lotar meu feed do Instagram com essas Cacheadas está sendo muito importante pra manter o foco, sabe?! A meta é ter o cabelão todo lindão igual elas mantém. 

Outro problema da transição é a relação com as outras pessoas. As adeptas dos cabelos lisos (artificialmente) tendem a não aceitar a escolha de voltar a ser cacheada. Já ouvi várias vezes: "Hani, porque vai deixar cacheado?! É tão bonito liso!" e também: "Credo, Deus me livre, cabelo cacheado nunca mais", muitas são as críticas. Muita gente não vê beleza nos cabelos cacheados, que pena... Algumas inspirações de musas cacheadas brasileiras que citei ali em cima, Nathalie e Rayza:





Pretendo falar mais sobre minha transição aqui no blog, como estou lidando e como está sendo com as outras pessoas e também os produtos que for descobrindo. Estou usando cacheado agora, mesmo com as pontas lisas, decidi não fazer mais chapinha e escova porque as altas temperaturas dessas ferramentas estragam o cabelo (:





Espero que curtam as "boas novas", no próximo post desse assunto vou colocar uma foto de como está meu cabelo agora! Pra não perder nenhuma novidade é só assinar nosso News Letter aqui ao lado cadastrando seu e-mail. É bem simples! 
Ah, também temos uma fã-page no Facebook, você também pode nos acompanhar por lá!

Mil beijos em vocês e até mais! <3